• Aaron Baraldo

Qual o futuro da engenharia?

Saiba o que esperar e como se preparar para os próximos anos e as mudanças no mercado de trabalho.


Foto de: https://www.institutodeengenharia.org.br


Por ser uma das profissões mais antigas da humanidade a engenharia já passou por inúmeras mudanças durante sua existência e isso ocorre até os dias de hoje. Podemos, até mesmo, dizer que os profissionais atuais já não se formam do mesmo jeito que os da década passada.


Fatores como a evolução tecnológica alinhada a globalização estão transformando drasticamente o mercado de trabalho da engenharia e também de outras profissões.

Aqui iremos listar algumas das transformações e tendências para que você fique por dentro de tudo que está acontecendo nesse mercado:


Preocupação com a sustentabilidade:


Cada vez mais, a pauta ambiental ganha destaque nas esferas publica e privada, sabe-se que o atual modelo de desenvolvimento vem acarretando diversos problemas para o planeta.

Para muitos, o papel da engenharia é remodelar o mundo de maneira conveniente para o ser humano, no entanto, a Terra é finita e possui recursos limitados. Portanto, para preservar o planeta é fundamental a união entre engenharia e sustentabilidade.

Além disso, os profissionais deverão ter um profundo conhecimento sobre ecologia industrial, assim como, dominar as formas mais eficientes de se utilizar os recursos naturais. Os engenheiros, também, precisarão ter um bom conhecimento de métodos e ferramentas de avaliação sustentável como, por exemplo, análise do fluxo de materiais, avaliação do ciclo de vida, pegada ambiental e análise de insumos.

Outro desafio para a engenharia sustentável é o da eficiência energética. É fato que a demanda por energia vai crescer cada vez mais nos próximos anos, enquanto os insumos energéticos tendem a diminuir. Dito isso, os próximos engenheiros terão que se preocupar em desenvolver maneiras inovadoras e eficientes de gerar energia sustentável, a fim de suprir a demanda global sem esgotar os recursos naturais.

A partir disso, podemos dizer que um dos maiores desafios para os profissionais do futuro será o de pensar em soluções inovadoras para problemas como: futuro energético, alterações climáticas, gestão de resíduos, qualidade do ar, disponibilidade de água, etc. Ao mesmo tempo, os engenheiros devem encontrar maneiras holísticas e eficientes de atender as necessidades da população, minimizando o dano ao meio ambiente.


Automação de Processos:


Uma grande tendência em diversos segmentos da engenharia é a automação. Cada vez mais as indústrias serão submetidas a esse processo. Na verdade, isso já vem acontecendo há um tempo, nota-se que os processos manuais vem se tornando cada vez mais raros, visto que, com os avanços tecnológicos, a mão de obra humana vem sendo substituída pela mecanizada.


Nesse contexto o uso de robôs para automatizar processos se torna fundamental, de acordo com Rodrigo Schimitt, professor do Centro Universitário ENIAC, “Nas indústrias, a Engenharia Robótica deve ser cada vez mais aplicada para aumentar a segurança das operações, a qualidade dos produtos e de seus processos, assim como a produtividade das empresas. Suas aplicações podem se dar em áreas como fundição, pintura, soldagem, montagem, movimentação de objetos, entre outras”.


Além disso, um estudo realizado pelo Boston Consulting Group indica que, até 2025, o uso de robôs deverá possibilitar um aumento de 30% na produtividade das indústrias globais, assim como uma redução de 16% dos custos totais.


Contudo, não podemos falar de robótica e automação sem citar o uso da inteligência artificial (IA). Tal ferramenta tem como principal função possibilitar que os robôs aprendam a realizar tarefas com maior rapidez e precisão, sem a necessidade de um operador humano.


Na indústria 4.0 o uso de IA vem com o propósito de associar à robótica a interpretação de altos volumes de dados gerados e a conectividade de toda uma cadeia de produção por redes inteligentes.


Domínio de novas tecnologias:


Nos dias de hoje não conseguimos imaginar como era ter que trocar cartas para falar com alguém de longe, nossa sociedade evoluiu muito e continua a evoluir. Nesse contexto, a todo o momento, surgem novas tecnologias que vem se tornado cada vez mais presentes tanto no nosso ambiente de trabalho quanto no nosso cotidiano. Hoje já é praticamente impossível trabalhar em uma indústria sem ter um bom conhecimento sobre esses novos campos.


Umas das tecnologias que mais vem ganhando destaque são os softwares de projeção e simulação 3D. Tais ferramentas possibilitam que os engenheiros façam uma análise prévia e mais aprofundada de um projeto dentro de um ambiente de realidade virtual, tornando os trabalhos mais assertivos e diminuindo consideravelmente os riscos.


Também vale citar as ferramentas organizacionais que tem o propósito de deixar o trabalho cada vez mais objetivo e claro, assim, aumentando a eficiência e organização de grandes equipes, em exemplo disso são as metodologias Scrum e Lean.

Com isso, é possível observar que uma das maiores tendências para a engenharia é que ela se torne cada vez mais tecnológica, ferramentas surgem tanto para gestão de informação quanto para execução de projetos. Logo, é fundamental que os profissionais tenham um bom domínio das ferramentas digitais, e se mantenham atualizados sobre as novidades e inovações do meio.


O mundo à nossa volta está mudando e a cada dia que passa surgem novas tecnologias e estudos que alteram nossas perspectivas sobre o nosso meio. Dito isso, o maior desafio dos engenheiros do futuro é o de nunca parar de aprender e evoluir a sociedade sem entrar em conflito com o meio ambiente.


O futuro da engenharia é todos os dias, pois o amanhã sempre trará algo novo.



14 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo