• Jovens Projetistas Empresa Júnior

Conheça agora o Arduino

Saiba tudo sobre uma das plaquinhas mais famosas do mundo.


Fonte: Photo by Daniel Andrade on Unsplash



O Arduino talvez seja uma das maiores revoluções dentro do ramo da eletrônica dos últimos anos, concebido por engenheiros Italianos, e com o objetivo de facilitar sistemas de prototipagem. Hoje o Arduino está presente em diversos ramos da sociedade.

Atualmente, o Arduino é utilizado por cientistas, pesquisadores, engenheiros e vem se espalhando por diversos setores da sociedade devido ao seu sucesso. Mas, se engana quem acha que somente acadêmicos podem fazer uso da ferramenta.

Hoje, qualquer pessoa que queira desenvolver um projeto pessoal pode utilizar um arduino, basta se dedicar a aprender todos os seus macetes.

Para saber mais sobre, acompanhe nossos tópicos abaixo:


O que é?


Arduino é uma placa pré-moldada utilizada para facilitar diversos tipos de projetos que envolvem uma parte eletrônica, como, por exemplo: automação, robótica e até mesmo projetos de inteligência artificial e impressão 3D.


Para que serve?


Antes, as placas de circuito precisavam ser montadas do zero, o que além de ser um processo complicado também envolve muito conhecimento técnico, como técnicas de soldagem e teoria de circuitos elétricos, dificultando os projetos de eletrônica. Sendo assim, o Arduino é comumente utilizado para promover uma maior facilidade no desenvolvimento de ideias.

Ademais, por se tratar de uma placa pré montada quebra o ciclo de dificuldades e contribui para uma democratização e facilidade no desenvolvimento de projetos, não havendo mais a necessidade de soldar componentes por ser uma placa modular.

De certo, basta conectar as partes que serão necessárias ao projeto (sensores, componentes, cabos, etc), de tal forma que, alguns assemelham a plaquinha a uma peça de Lego, onde já está tudo pronto, basta encaixar as peças e deixar a criatividade trabalhar.


Como funciona?


O Arduino varia de versões sofisticadas a mais simples, para fins de estudo iremos tratar da versão básica mais popular chamada Arduino UNO, a qual possui tensão de alimentação de 7 a 12V, suportando uma tensão de 5V de operação. Ele também conta com 26 portas de comunicação, sendo que dessas, 14 são digitais, 6 são lógicas e o restante são do tipo PWM.




Fonte: Photo by https://circuitsboards.blogspot.com/




Na interface USB há um microcontrolador ATMEGA16U2 responsável por fazer o upload da programação compilada pelo usuário.

Por fim, o cérebro por trás da placa é o microcontrolador ATMEGA328, que é um dispositivo de 8 Bits de arquitetura RISC avançada e possui 32 KB de memória Flash, 2 KB de RAM, 1 KB de EEPROM e um Clock de 16 MHz.


Como operar corretamente?


A plaquinha realmente resolve a maior parte dos problemas referentes a hardware, contudo, a parte de software que envolve programação assusta muito os leigos no assunto. Contudo, o Arduino também resolve esta questão.

A linguagem utilizada pela placa é a C++ que é o padrão mais simples e acessível para se trabalhar. Além disso, outro critério que pesa a favor da plaquinha é pelo fato dela ser open-source, movimento que prega a disponibilização de códigos para o público acessar, modificar e distribuir conforme sua necessidade.

Na prática, isso quer dizer que a biblioteca de projetos e ideias feitas com o Arduino está disponível na internet e muitas vezes a parte do software já está pronta, bastando apenas aplicar no projeto.


Quanto custa?

Desde sua criação o objetivo dessa ferramenta foi ser acessível, por isso o Arduino é um hardware barato, funcional e simples de aprender e foi justamente isso que fez com que ele caísse no gosto de grande parte dos entusiastas.

No Brasil a versão UNO - mais básica - possui um preço em torno de R$30 a R$40 (ou 30 a 40 reais). Já as versões mais sofisticadas, como o Arduino DUE, por exemplo, é possível encontrar com valores superiores a R$100, por conta de oferecer um maior número de pinos para conexão e possuir um microcontrolador mais potente que o seu irmão UNO.


Podemos perceber que o mundo se tornou complexo e inovador, onde diariamente as pessoas procuram tirar as suas ideias do papel. Contudo, algumas barreiras podem acabar impedindo esta inovação, tais como: custo e complexidade de operação.

Desta forma, o Arduino vem para quebrar essas barreiras, permitindo o surgimento de inúmeros projetos e liberdade criativa para as inovações do nosso mundo.



42 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo