• Guilherme Aquino

A história da Golden Gate Bridge

Conheça um dos marcos da Engenharia Civil.


Foto de: Joonyeop Baek


História:


Considerada uma das pontes suspensas mais famosas do mundo e um marco para a cidade de São Francisco, Califórnia, a Golden Gate Bridge foi inaugurada em 1937 e na época foi considerada um marco para a engenharia e arquitetura por ter sido a mais longa, porém atualmente ocupa a décima segunda posição.


A ponte fica localizada no estreito vão da baía de são Francisco, que foi batizado de Chrysopylae, que significa Portão Dourado em grego, devido a sua semelhança com um outro estreito localizado em Istambul que se chama Chrysoceras (chifre dourado). Porém, o mais curioso é que a cor da ponte é um laranja internacional ao invés de uma cor mais parecida com o dourado.


Essa cor foi adotada para tornar a visibilidade da ponte melhor durante nevoeiros e, também, para que ela combinasse com o entorno natural, deixando a composição mais harmoniosa.


A ideia de se construir a ponte veio após o terremoto de 1906, quando a cidade de São Francisco passou por um boom econômico e surgiu a necessidade de se ligar as regiões vizinhas e desenvolvê-las.


Os empecilhos a serem vencidos eram os ventos fortes, os redemoinhos, os nevoeiros, as ondas e as águas profundas da baía. Tudo isso tornaria a obra muito cara, tornando-a inviável. Além disso, outro obstáculo foi a pressão do Departamento de Defesa para a não realização da obra, porque a ponte dificultaria a entrada de navios na baía.


Porém, surgiu um especialista em pontes levadiças chamado Joseph Strauss, que apresentou um projeto que modificava o método de construção e aumentava a segurança dos trabalhadores. Isso permitiu com que a obra pudesse ser feita por um quarto do preço estipulado antes, tornando o projeto viável.



Foto de: constru360.com.br


Construção:


A construção iniciou-se em 5 de janeiro de 1933 e terminou no dia 27 de maio de 1937. A preparação e a segurança foram as prioridades da obra, fazendo com que novos protocolos fossem implementados, como por exemplo: todos os trabalhadores deveriam usar cordas de seguranças, proteção ocular e capacetes.


Outro fator decisivo era a elevada altura da ponte que acabou forçando os trabalhadores a mudarem sua dieta a fim de evitar enjoos. Porém, o que foi mais importante para evitar acidentes foi a instalação de uma grande rede que salvou 19 homens de uma iminente queda fatal.


Mesmo tomando esses cuidados extras, ocorreram 11 mortes ao longo da construção, sendo 10 em um acidente em que um andaime despencou.


Estrutura:


A Golden Gate Bridge possui 1.966 metros de comprimento suspensos e 2.737 metros no total. Se tratando de uma ponte suspensa, a sua estrutura é de aço, composta por duas torres de 227 metros de altura em relação ao nível do mar, e a distância entre as duas torres é de 1.280 metros. Elas suportam os cabos principais que seguram o tabuleiro suspenso.


Interdições:


Como já destacado, a ponte está em um local onde os ventos chegam a velocidades consideradas altas, sendo que ela já foi interditada 3 vezes: 1951, 1982 e 1983. Na última vez que isso aconteceu, foram registrados ventos de 121 Km/h, o que fez a parte suspensa se mexer de forma visível.


Dessa forma, a Golden Gate Bridge passou por um longo processo para se tornar viável, revolucionando o planejamento e as estratégias de segurança de obras de alta periculosidade.


Seu design e cor laranja característica fazem dela, a ponte mais famosa do mundo. Por fim, ela representou a quebra de uma barreira física para a humanidade, ampliou possibilidades de projetos inovadores, tornando-a um marco para a engenharia civil no mundo e fonte de inspiração para as demais que vieram a surgir.

33 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo